RICARDO SAUD

O DESPACHO DO JUIZ: DEPOIMENTO DE JOESLEY É ADIADO

Postado em

O juiz Ricardo Leite adiou o depoimento de Joesley Batista marcado para hoje no inquérito da Operação Bullish. Joesley está nos Estados Unidos. Leia o resto deste post »

O OPORTUNISMO DE RENAN CALHEIROS

Postado em

Se toda crise é uma oportunidade, Renan Calheiros aproveita a oportunidade que a crise lhe deu para alfinetar Michel Temer. Leia o resto deste post »

“AÉCIO NUNCA FEZ NADA POR NÓS, NA VERDADE”

Postado em

Ricardo Saud contou aos procuradores que a JBS pagou R$ 80 milhões para a campanha de Aécio Neves em 2014. Mas, segundo ele, o senador “continuou pedindo mais”. Leia o resto deste post »

COMO A JBS “PARTIU PARA A COMPRA DE PARTIDOS”

Postado em Atualizado em

Ricardo Saud contou à PGR que, diante da possibilidade de Aécio Neves ganhar as eleições, a JBS “partiu para a compra de partidos”, além do PMDB, que apoiassem Dilma Rousseff — e, desse modo, garantissem mais tempo de televisão para a petista. Leia o resto deste post »

“O EDINHO TRAZIA AS DEMANDAS, DINHEIRO DE PROPINA…”

Postado em Atualizado em

Ricardo Saud relatou à PGR que, até o início da campanha de 2014, tratava com João Vaccari Neto. Depois, passou a tratar com Edinho Silva, tesoureiro da campanha de Dilma Rousseff. Leia o resto deste post »

PAULO BERNARDO: “POR QUE VOCÊ ESTÁ QUERENDO SEGURAR O DINHEIRO?”

Postado em

Na sua delação, Ricardo Saud, diretor de Relações Institucionais da J&F, contou que teve um embate com o então ministro Paulo Bernardo. Leia o resto deste post »

150 MILHÕES DE REAIS PARA O PT EM 2014: “ISSO TUDO É DINHEIRO DE PROPINA”

Postado em

Ricardo Saud, diretor de relações institucionais da J&F, detalhou os 150 milhões de reais que a empresa pagou ao PT em 2014. Leia o resto deste post »

JBS: DELAÇÃO DO DISTRIBUIDOR DE PROPINA

Postado em

Ricardo Saud, diretor de relações institucionais da J&F, foi responsável pelos repasses ao primo de Aécio e também para o PMDB. Leia o resto deste post »

JEC NO ANEXO 32

Postado em Atualizado em

No anexo 32 da delação da JBS, Ricardo Saud diz que contratou o escritório do advogado Marco Aurélio Carvalho para fazer lobby junto ao então ministro José Eduardo Cardozo. Leia o resto deste post »