BRASIL

AUMENTO O ATAQUE À POLÍTICA DE PREÇOS DA PETROBRAS

Com a demissão de Pedro Parente, aumentou a pressão do Congresso para alterar a política de preços da Petrobras, publica a Folha.

Eunício Oliveira acredita que cabe à agência reguladora do setor mudar a política praticada pela empresa.

“A ANP deve ter participação mais ativa na formação dos preços dos combustíveis”.

Rodrigo Maia disse que o governo precisa controlar os preços por meio de medidas tributárias.

“Não deve haver mudança, e sim o governo usar os impostos regulatórios para compensar aumento no preço do petróleo”.

A senadora Simone Tebet tentou defender um “caminho do meio”.

“Nem preço subsidiado ou controlado nem essa liberdade absoluta de preço, como é hoje com o reajuste diário. A gente sabe que não haveria prejuízo nenhum para a Petrobras se fizesse uma média e um reajuste mensal”.

Anúncios

OBRIGADO POR CURTIR E PARTICIPAR DO NOSSO BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s