EDITORIAL

OS BRASILEIROS MERECEM O BRASIL QUE POSSUEM

* Silvan Magalhães

Nenhum país do mundo mudou a sua história sem o engajamento de sua sociedade. Foi assim com as nações européias, asiáticas, Estados Unidos e todos os outros que possamos lembrar.

No Brasil, os caminhoneiros resolveram há dez dias provocar uma mudança através de sua união, organização e determinação, tudo sem bandeira de qualquer partido ou ideologia.

E como agiu a sociedade que deveria acompanhá-los nesse protesto junto aos governos que dizem nos representar? Exigiu a diminuição da carga tributária e uma melhor distribuição de renda? Disse não à corrupção, deixando claro aos políticos que não concorda com suas práticas e mostrando de fato a que veio? O que fez essa sociedade que deveria parar seus carros nas ruas enlouquecendo o trânsito, como fizeram os alemães numa certa feita? Protestou contra a extorsão no preço dos combustíveis em algumas capitais e cidades? Reclamou do valor exorbitante a que chegou o botijão de gás em inúmeros depósitos Brasil afora? E com os supermercados? Por acaso suas filas foram drasticamente encurtadas por consciência dessa sociedade diante dos preços cobrados em seus produtos, ou simplesmente a freqüência foi diminuída por não terem os mesmos os estoques que mantinham regularmente?

No Chile, nosso vizinho, em um protesto de proporções parecidas com o nosso, que chegou a durar vinte e seis dias, até o governo caiu por inteiro, dada a coesão da sociedade em torno dos objetivos em comum.

Pois bem, aqui os brasileiros também foram às ruas durante horas.

No entanto, protesto não houve nenhum, ou ‘poucos gatos pingados’, cujo barulho não resultou em nada.

E o que fez a sociedade brasileira durante as horas em que ficou nas ruas? Simples. Ela correu e gastou horas em filas de postos de combustíveis e supermercados, para abastecer os tanques de seus carros e suas despensas, sem se importar muito ou não estando em sua grande maioria, nem aí para o preço cobrado no momento.

O resultado é que continua tudo como antes, à exceção dos caminhoneiros, que souberam lutar bravamente e conseguiram parte de seu intento.

E a sociedade? Ah, esta já incorporou com a sua ‘maneira ordeira’ de ser, mais um aumento na gasolina para bancar as vantagens conseguidas pelos caminhoneiros, tocando a sua vida como sempre fez: reclamando um pouco de tudo, mas aceitando o tudo como pouco.

O bonde da história passou novamente por nós, sem que nos atentássemos a pegá-lo.

Os brasileiros merecem o Brasil que possuem!

* Administrador de Empresas e Pós-Graduado em Perícia e Auditoria Ambiental

Anúncios

OBRIGADO POR CURTIR E PARTICIPAR DO NOSSO BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s