BRASIL

A SOCIEDADE DE PARENTE COM O JP MORGAN

Filipe Coutinho informa que enquanto o aumento da gasolina engordava seu caixa, a Petrobras antecipou pagamentos de cerca de 2 bilhões de reais ao banco JP Morgan em empréstimos que venceriam apenas em 2022. Um cruzamento de pessoas jurídicas mostra que, na prática, o presidente da Petrobras, Pedro Parente, é sócio do presidente da JP Morgan no Brasil, José Berenguer. A proximidade entre Parente e o banqueiro é tão grande, que a empresa em que são sócios, funciona num apartamento do presidente da Petrobras, em São Paulo.

Tudo começou em agosto do ano passado, quando foi criada a Kenaz Participações, uma firma destinada a investir em outras empresas. José Berenguer entrou na sociedade como pessoa física, com 210 mil reais.

A sócia é a desconhecida Viedma Participações, mais uma empresa também criada para investir em outros negócios, gerando, assim, camadas sobre camadas de pessoas jurídicas, até enfim se chegar aos reais donos.

REPRODUÇÃO DA REVISTA CRUSOÉ

Acontece que os donos da Viedma são Pedro Parente e sua ex-mulher e braço direito nos negócios, Lucia Hauptmann.

Dessa forma, na prática, Pedro Parente e José Berenguer são sócios. O presidente da estatal, usando a pessoa jurídica da Viedma, e Berenguer, em nome próprio. A sede é um imóvel residencial de Pedro Parente, em São Paulo,no bairro Bela Vista.

A proximidade entre os dois não para por aí. José Berenguer assinou uma procuração para que Lúcia Hauptmann tivesse a liberdade de representá-lo na criação de novas empresas, como foi o caso da Kenaz.

REPRODUÇÃO DA REVISTA CRUSOÉ

Já na Petrobras, o JP Morgan fez um bom dinheiro, durante a gestão de Pedro Parente. Nesse mês, a estatal anunciou que anteciparia pagamentos a dois bancos. Era mais um reflexo do caixa gordo em razão da nova política de preços da gasolina.

O JP Morgan tinha dinheiro a receber apenas em 2022 e levou a maior parte do montante antecipado. Foram transferidos no dia 10 de maio para o banco 600 milhões de dólares, algo como 2 bilhões de reais.

REPRODUÇÃO DA REVISTA CRUSOÉ

Esse foi o curto comunicado divulgado pela Petrobras, sem dar detalhes de quais motivos levaram a estatal a escolher os credores que receberiam a antecipação de pagamentos:

“A Petrobras informa que realizou os seguintes pós-pagamentos de financiamentos: 1: US$ 300 milhões, em 26/04/2018, com o Banco Safra, cujo vencimento seria janeiro de 2023. E 2: US$ 600 milhões, em 10/05/2018, com o Banco JP Morgan, vencendo em setembro de 2022. A Petrobras continuará avaliando novas oportunidades de pré-pagamento, de acordo com a sua estratégia de gerenciamento de passivos, levando em consideração a meta de desalavancagem prevista em seu Plano de Negócios e Gestão 2018-2022.”

Anúncios

Categorias:BRASIL

Marcado como:, , ,

OBRIGADO POR CURTIR E PARTICIPAR DO NOSSO BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s