BRASIL

‘SINCERICÍDIO’ DE MARIZ PEGA MAL NO PLANALTO

Antonio Claudio Mariz de Oliveira falou bem mais do que deveria, na avaliação de gente próxima a Michel Temer.

À Folha de S.Paulo, ele admitiu que seu principal cliente deverá ser alvo de medidas cautelares (buscas, por exemplo) quando deixar o Palácio do Planalto e, consequentemente, perder o foro, a partir de janeiro de 2019.

A previsão do advogado, classificada como “sincericídio”, pegou extremamente mal entre os principais auxiliares do presidente.

Anúncios

OBRIGADO POR CURTIR E PARTICIPAR DO NOSSO BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s