BRASIL

OPERAÇÃO DÉJÀ VU APURA PARTE DE PROPINA DA ODEBRECHT A TEMER

Embora investigue apenas alvos sem foro privilegiado, a Operação Déjà Vu trata do pagamento da propina de US$ 40 milhões negociada pela Odebrecht com Michel Temer em 2010, segundo O Antagonista.

Em seu acordo de cooperação, Márcio Faria, ex-presidente da Odebrecht Engenharia, deu detalhes do encontro com Michel Temer em que negociou o pagamento de propina do contrato PAC-SMS, que envolvia certificados de segurança, saúde e meio ambiente em nove países onde a Petrobras atua.

Na reunião, estavam presentes os ex-deputados Eduardo Cunha e Henrique Alves. A Odebrecht entregou extratos com os repasses feitos entre 2010 e 2011, totalizando US$ 54 milhões.

O PMDB teria ficado com 4% e o PT, 1%. A Lava Jato recebeu da PGR a parte da investigação referente aos alvos sem foro privilegiado.

Raquel Dodge precisa explicar o que houve com a parte referente a Temer.

Anúncios

OBRIGADO POR CURTIR E PARTICIPAR DO NOSSO BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s