NOTÍCIAS

CANDIDATURA DE MÁRCIO FRANÇA RACHA PSDB

A renúncia do governador Geraldo Alckmin no dia 6 de abril para disputar a Presidência da República será acompanhada pela saída de tucanos históricos que se alinharam com seu sucessor no governo, Márcio França (PSB).

A cúpula do partido teme também uma debandada na base e ameaça expulsar prefeitos e lideranças locais que apoiarem o atual vice em vez de subir no palanque do prefeito João Doria, pré-candidato tucano.

“Os prefeitos que apoiarem candidatos de outros partidos enfrentarão um processo de expulsão”, disse ao Estadão o presidente do PSDB-SP, deputado estadual Pedro Tobias. 

O caso que causou mais surpresa na cúpula partidária foi a saída do líder do governo na Assembleia, Barros Munhoz, que migrou do PSDB para o PSB. “A candidatura do França é mais consistente que a do Doria. O prefeito não cumpriu o compromisso que tinha com o povo de São Paulo”, afirmou o deputado.

Barros Munhoz deixa o PSDB após 15 anos, período no qual foi duas vezes presidente da Assembleia Legislativa e líder dos governos José Serra e Geraldo Alckmin. “A maioria dos prefeitos do interior tem muito mais identidade com Márcio França do que com o João Doria”, disse líder do governo.

Anúncios

OBRIGADO POR CURTIR E PARTICIPAR DO NOSSO BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s