NOTÍCIAS

“NADA PODE SER DESCARTADO DO ‘ATENTADO'”

O presidente da Associação dos Peritos Criminais Federais (APCF), Marcos Camargo, não comentou as suspeitas de armação no suposto atentado à caravana de Lula, no Paraná, mas “analisando apenas as fotos disponíveis, nenhuma das possibilidades já levantadas pode ser descartada”. Ele explica que o formato dos buracos das balas depende, entre outros fatores, da velocidade do veículo, da distância e da posição do atirador em relação ao veículo e do calibre da arma usada. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

“É necessário verificar os resíduos de pólvora na carroceria, identificar os estojos e projéteis resultantes dos disparos”, afirma Camargo.

A APCF, presidida por Marcos Camargo, representa a carreira da Polícia Federal incumbida de fazer a análise científica das provas.

O suposto atentado ocorreu em região dominada pelo MST, mais de 10 mil militantes. Quedas do Iguaçu é também reduto de Gleisi Hoffmann.

Anúncios

OBRIGADO POR CURTIR E PARTICIPAR DO NOSSO BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s