BRASIL

NOTA DE SEGOVIA TENTA CONTER ESTRAGO AO PLANALTO

Depois do estrago feito por sua entrevista à Reuters, Fernando Segovia enviou uma nota aos servidores da PF em que reafirma não ter dito que o inquérito sobre Michel Temer será arquivado.

“Afirmei inclusive que o inquérito é conduzido (…) com toda autonomia e isenção, sem interferência da direção-geral”, escreveu o diretor-geral da Polícia Federal.

Segovia disse ainda que acompanha todos os casos que possam ter “grande repercussão social”.

Leia abaixo a íntegra da nota:

“Afirmo que em momento algum disse à imprensa que o inquérito será arquivado. Afirmei inclusive que o inquérito é conduzido pela equipe de policiais do GInqE com toda autonomia e isenção, sem interferência da Direção Geral.

FOTO: R7

Acompanho e acompanharei com o cuidado e a atenção exigida todos aqueles casos que possam ter grande repercussão social, é meu dever, é o que caracteriza o cargo de direção máxima desta instituição, é o que farei.

Foi com este espírito que, em articulação com 13ª Vara da Justiça Federal em Curitiba, reforçamos a equipe à disposição da Lava Jato, dobramos o número de policiais à disposição do Grupo de Inquérito Especiais, dotamos a unidade de meios, reservando quase integralmente uma ala do Edifício Sede. Assim também agimos, providenciando meios, em muitas investigações que ainda correm em fase velada. Também assim procedemos quando com altivez lutamos e conseguimos a definitiva implementação do adicional de fronteira, demanda histórica de nossos colegas lotados em alguns casos nas inóspitas e carentes regiões fronteiriças.

Reafirmo minha confiança nas equipes que cumprem com independência as mais diversas missões. É meu compromisso na gestão da PF resguardar os princípios republicanos. Asseguro a todos os colegas e à sociedade que estou vigilante com a qualidade das investigações que a Polícia Federal realiza, sempre em respeito ao legado de atuações imparciais que caracterizam a PF ao longo de sua história.”

Gerson Camarotti, no G1, conta que, apesar de aliados do governo minimizarem as declarações de Fernando Segovia, sua entrevista teve “forte efeito negativo” no Planalto.

Segundo o repórter, interlocutores de Temer avaliam que, em vez de o assunto cair no esquecimento, “voltou a ganhar os holofotes justamente no período de Carnaval”.

A assessoria da Polícia Federal informou que Fernando Segovia responderá “diretamente” à intimação de Luís Roberto Barroso na quarta-feira, depois do Carnaval.

No Brasil, o alalaô é prioridade.

Fonte: O Antagonista

Anúncios

OBRIGADO POR CURTIR E PARTICIPAR DO NOSSO BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s