BRASIL

GILMAR MENDES DESCARTA CANDIDATURA DE LULA

Gilmar Mendes descartou mais uma vez a candidatura de Lula.

Entrevistado pela Folha de S. Paulo, ele disse:

“A inelegibilidade depois de uma condenação em segundo grau talvez seja uma das poucas certezas que a gente tenha em relação à Lei da Ficha Limpa.”

O jornal argumentou que, no passado, outros condenados já se candidataram.

Ele respondeu:

“A não ser que se consiga a suspensão da condenação no âmbito penal, a pessoa está fora do processo. A condenação é quase que uma inelegibilidade aritmética.”

A defesa de Lula plantou na imprensa que, de chicana em chicana, ele poderia arrastar sua candidatura até setembro ou outubro.

Gilmar Mendes negou que isso possa ocorrer.

Ele disse à Folha de S. Paulo:

“Acho muito difícil nesses casos de grande visibilidade, porque isso envolve a autoridade da Justiça Eleitoral. Em geral, a nossa orientação tem sido a de acelerar esses processos, para evitar uma chicana.”

FOTO: TSE

O jornal insistiu, perguntando:

“E qual é a possibilidade de o STF garantir Lula na eleição, por meio de uma liminar?”

Ele respondeu:

“O Supremo já declarou várias vezes a constitucionalidade da Lei da Ficha Limpa. Não me parece que haja essa possibilidade.”

Ao mesmo tempo em que descarta a candidatura de Lula, Gilmar Mendes abre-lhe as portas da cadeia.

A Folha de S. Paulo perguntou se ele mudou sua posição em relação à prisão dos condenados em segundo grau apenas para salvar seus amigos.

Ele respondeu:

“Mas que amigo? Eu não tenho amigo que esteja correndo risco de prisão. Isso virou o Brasil, essa coisa rastaquera.

Votei a favor [da prisão depois de segunda instância] entendendo que ela era permitida. Mas o que passou a ocorrer? Virou regra, como se tivesse sido um axioma. Se tornou imperativa, nesse ambiente de caça às bruxas.

É esse debate, nesse contexto geral, que eu recoloquei. Vamos ter que fazer uma leitura política disso.”

Gilmar Mendes acusou a imprensa de incitar xingamentos contra ele:

“Sei que a responsabilidade é menos dessas pessoas e mais de certa mídia. A mídia foi responsável por esse processo de fascismo que se desenvolveu.”

Na entrevista à Folha de S. Paulo, ele disse:

“Eu já avisei a certos diretores de redação que, se algo grave acontecer comigo, sei quem são os responsáveis.”

Fonte: O Antagonista

Anúncios

Categorias:BRASIL

Marcado como:, ,

OBRIGADO POR CURTIR E PARTICIPAR DO NOSSO BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s