BRASIL

FHC E O TUCANO SEM ASAS

“FHC duvida que a candidatura de Alckmin voe”, diz Elio Gaspari.

“Apesar de existirem diversos tipos de doidos, nunca se soube de alguém que entrasse em avião sabendo que ele ia cair”.

Em 24 de janeiro, Lula deve ser condenado e afastado da disputa eleitoral.

Depois disso, segundo Eliane Cantenhêde, Geraldo Alckmin “tem entre 24/1 e 4/3, dia das prévias do PSDB, para mostrar o que FHC cobra: condições de vencer. Senão, Huck pode ressurgir das cinzas e o Centrão vai passar das palavras aos atos”.

O plano de FHC é unir os apoiadores de Geraldo Alckmin, Marina Silva, Henrique Meirelles e Joaquim Barbosa.

FOTO: GAÚCHAZH

Leia o último parágrafo de sua coluna dominical:

“O Brasil precisa, urgentemente, de bom senso. Se as forças não extremadas se engalfinharem para ver quem entre vários será o novo líder e não forem capazes de criar consensos em favor do País e do povo, o pior acontecerá.

No afã de juntar, importa diminuir as divergências sobre o que não é essencial. Com esperança, e falo simbolicamente, as forças representadas (ou que os adiante mencionados gostariam de representar) por Alckmin, Marina, Meirelles, Joaquim Barbosa, ou quem mais seja (incluídos os setores ponderados da esquerda) precisam entender que os riscos se transformam em realidade pela inércia, pela covardia ou pela falta de visão dos que poderiam a eles se opor.”

Fonte: O Antagonista

Anúncios

OBRIGADO POR CURTIR E PARTICIPAR DO NOSSO BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s