LAVA JATO

EX-SECRETÁRIO DE CABRAL ADMITE PROPINA DE EMPRESÁRIO

Sérgio Côrtes, secretário de Saúde do Rio na gestão de Sérgio Cabral, admitiu a Marcelo Bretas ter recebido propina do empresário Miguel Iskin, também preso na Operação Fatura Exposta.

Segundo Côrtes, a propina consistiu em US$ 3 milhões e uma carteira de ações. O ex-secretário alegou, porém, que o dinheiro seria para uma eventual campanha –não realizada– e que, no cargo, não beneficiou nenhuma empresa de Iskin.

Côrtes já devolvera à Justiça Federal US$ 4,3 milhões em propina. Ele foi um dos participantes da “farra dos guardanapos” de Sérgio Cabral em Paris, em 2009.

É também o mesmo sujeito acusado de desviar dinheiro de próteses ortopédicas. E que disse a um de seus comparsas “nossas putarias têm que continuar”.

Anúncios

OBRIGADO POR CURTIR E PARTICIPAR DO NOSSO BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s