JUSTIÇA

E-MAIL DE MILLER É ‘PROVA’ DE ISENÇÃO DA PGR

Em Cuiabá para um evento, Rodrigo Janot disse à Folha que o e-mail de Marcello Miller sobre a JBS, divulgado pelo jornal hoje, “é a prova absoluta de que nós não tínhamos nenhum acerto”.

O e-mail de Miller, enviado pelo então procurador para a sua própria caixa eletrônica em 9 de março, contém instruções de como os executivos da JBS deveriam negociar sua delação com a PGR.

Joesley Batista gravou sua conversa com Michel Temer no Jaburu dois dias antes, em 7 de março. O texto do e-mail de Miller “sugere que a Procuradoria já sabia que Temer estaria entre os delatados no dia em que foi gravado”, escreve a Folha.

O ex-PGR defendeu suas denúncias contra o presidente como técnicas e se queixou dos critérios de escolha de notícias pela imprensa.

“O fato de o presidente da República ter praticado mais de um crime, no exercício da Presidência, não é notícia. A notícia é que um dos ‘braços direitos do procurador’ instruiu a JBS a se comportar desta ou daquela maneira. Esta é a coerência de se comparar, como pares, sorveteiros e esquimós. Os dois mexem com gelo”, disse Janot, sem esclarecer se era sorveteiro ou esquimó.

Anúncios

OBRIGADO POR CURTIR E PARTICIPAR DO NOSSO BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s