LAVA JATO

WESLEY DETALHA SUBORNO DE FISCAIS

Ao complementar o anexo 19 de seu acordo de colaboração premiada, Wesley Batista detalhou como subornava fiscais agropecuários em várias plantas de processamento.

“Havia uma prática corrente de pagamentos mensais a auditores fiscais federais agropecuários para trabalhar fora de sua jornada de trabalho, emitindo certificados sanitários e guias de trãnsito.”

Um detalhe importante: a sistemática de pagamento de propina a esses servidores já era prática corrente em várias unidades adquiridas pela JBS. “Tais pagamentos foram mantidos após a aquisição.”

Wesley, que está preso por ‘insider trading’, também explica que todas as unidades operacionais de processamento do grupo JBS foram compradas de terceiros.

Anúncios

Categorias:LAVA JATO

Marcado como:,

OBRIGADO POR CURTIR E PARTICIPAR DO NOSSO BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s