LAVA JATO

PF NÃO CONSEGUE DESTRAVAR LAPTOP DA ODEBRECHT

A delegada Renata da Silva Rodrigues não conseguiu obter de Marcelo Odebrecht a senha de seu laptop que contém emails e arquivos importantes para a investigação.

O empresário, preso em Curitiba, alega que não tem mais o token – dispositivo que gera chaves de segurança temporárias. O equipamento foi apreendido há dois anos.

Para a delegada, os procuradores deveriam ter exigido acesso ao computador como condição básica para fechar o acordo de colaboração premiada com a Odebrecht. 

“É preocupante para as investigações que a obtenção de evidências contidas no laptop de Marcelo, e que teria sido por ele supostamente indicado à PGR como importante fonte de prova (contendo inclusive seus e-mails), não tenha exigido como condição sine qua non para qualquer acordo – de colaboração ou leniência, especialmente porquanto possa revelar novos fatos delitivos”, escreveu Renata.

Nos últimos dias, essa é o terceiro ataque da PF ao trabalho do MPF nas delações.

Anúncios

OBRIGADO POR CURTIR E PARTICIPAR DO NOSSO BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s