JUSTIÇA

A LAVAGEM COMPROVADA DE LULA

Gustavo Badaró (foto), especialista em Direito Criminal e professor da USP, fez o seguinte comentário ao Estadão sobre os argumentos petistas de que “não há prova” contra Lula no caso do triplex:

“É justamente a ocultação ou a dissimulação da propriedade proveniente de crime o que caracteriza a lavagem de dinheiro. Ou seja, não é necessário provar que ele (Lula) é de direito dono do apartamento. Se o fosse não haveria lavagem.”

Na sentença que condenou Lula a 9 anos e 6 meses de prisão, Sérgio Moro utilizou como provas notas fiscais, contratos de serviços, mensagens de e-mail, registros de imóvel, laudos periciais e delações.

Anúncios

OBRIGADO POR CURTIR E PARTICIPAR DO NOSSO BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s