POLÍTICA

TUCANOS SE BICAM (DE NOVO)

Do ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes (PSDB-SP), à Coluna do Estadão, sobre a declaração do presidente do PSDB, Tasso Jereissati, de que o governo de Michel Temer caminha para a “ingovernabilidade”:

“A decisão [de permanecer no governo] foi tomada na Executiva e não foi revista, pelo contrário. Houve uma reunião memorável, convocada pelo senador Jereissati, em que ficou patente que o desejo da maioria do partido é apoiar o governo.

Eu sou do tempo em que quando um partido tomava uma decisão coletiva [como a de permanecer no governo, tomada pelo PSDB] os seus dirigentes se comprometiam em seguir essa decisão. É isso que confere estabilidade a um partido que tem vida orgânica como o PSDB, que não é de propriedade de meia dúzia de caciques como muitas legendas no Brasil.”

Insatisfeito com a sinalização de Tasso Jereissati para eventual desembarque do PSDB do governo de Michel Temer, no qual ocupa o cargo de ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes também disse à Coluna do Estadão:

“Esse tipo de declaração contribui para alimentar a crise e o resultado será o agravamento da situação econômica que começa a melhorar gerando uma situação de que o único beneficiário será o PT.

Em 2018 teremos dois blocos políticos. Um liderado pelo PT e o outro pelas forças políticas que hoje apoiam o presidente Temer. Até do ponto de vista político essa linha é prejudicial ao partido.”

Pelo visto, Nunes ignora as potenciais candidaturas de Jair Bolsonaro, Marina Silva e Joaquim Barbosa.

Anúncios

OBRIGADO POR CURTIR E PARTICIPAR DO NOSSO BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s