LAVA JATO

DELAÇÃO DE CUNHA TERÁ PELO MENOS 50 NOMES

O Globo:

“Além de fazer acusações contra o presidente Michel Temer, o ex-deputado Eduardo Cunha deverá citar em sua delação pelo menos 50 políticos, entre eles deputados, senadores e ministros do governo com quem manteve estreitas relações, especialmente durante a campanha que o levou a presidência da Câmara em 2015.”

Radar:

“Por que Eduardo Cunha resolveu delatar de uma hora para outra? A dura vida do cárcere o esgotou. Além disso, ele tem dito que não suporta mais ser acusado de tudo sem poder rebater.”

Nunca suportou.

Além de Michel Temer, eis alguns nomes da lista de Eduardo Cunha, segundo fonte do Globo que acompanha de perto a negociação de delação do ex-presidente da Câmara:

Moreira Franco, ministro da Secretaria-Geral da Presidência;

Eliseu Padilha, ministro da Casa Civil;

Romero Jucá, senador do PMDB-RR;

Geddel Vieira Lima, ex-ministro da Secretaria de Governo;

Henrique Eduardo Alves, ex-ministro do Turismo.

Os dois últimos já estão presos, mas as confissões de Cunha poderão complicar ainda mais a situação deles.

“As acusações mais pesadas do ex-deputado recairiam, no entanto, sobre Temer e Moreira Franco. Esta parte da denúncia, aliás, é a que tornaria o acordo mais palatável ao Ministério Público Federal.”

Fora do núcleo central do governo, as acusações de Eduardo Cunha em delação premiada “deverão atingir deputados que, hoje, cerram fileiras para barrar a denúncia contra Temer na Câmara”, segundo O Globo.

Parte dos grupos que dão apoio ao presidente hoje na Casa, “no passado recente se aglutinavam em torno de Cunha”.

Pelo volume e pela importância das informações de que dispõe, Eduardo Cunha ganhou preferência em relação ao doleiro Lúcio Funaro, segundo O Globo.

No novo cenário, as tratativas de Funaro para delação premiada estariam em segundo plano.

“O operador corre o risco de nem obter o acordo que esperava quando decidiu fazer colaboração. Sem outra alternativa, Funaro atuaria como colaborador, forneceria informações e determinados documentos. Em contrapartida, receberia benefícios previstos em lei, mas em escala menor que aqueles concedidos a delatores de primeira hora.”

Anúncios

OBRIGADO POR CURTIR E PARTICIPAR DO NOSSO BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s