ÚLTIMAS NOTÍCIAS

VEREADOR PEDE A SUSPENSÃO DA COBRANÇA DA TAXA DE LIXO EM TERESINA

A taxa do lixo de Teresina foi alvo de crítica nesta terça-feira (04), durante sessão na Câmara Municipal. O vereador Dudu (PT) afirmou que o momento econômico atual não é para cobrança de novas taxas. Assim, o parlamentar apresentou um requerimento verbal solicitando a suspensão da taxa e solicitando a discussão com a população.

Para o vereador, a situação econômica não está favorável e a taxa do lixo, incluída durante a reforma tributária de Teresina, serve apenas para penalizar ainda mais a população. “A taxa do lixo é danosa em todos os níveis. Em média, estão cobrando R$ 100,00 de cada família para essa taxa. Para os assalariados, esse valor corresponde a mais de 10% de sua renda. Por mês, são pagos cerca de R$ 6,5 milhões para o tratamento, coleta e varrição do lixo em Teresina. E com a licitação, o valor sobe para R$ 10,7 milhões. Temos aqui um contrassenso, porque a licitação foi homologada com ordem de serviço, mas não está sendo executada e ainda serão acrescentados R$ 4 milhões por mês. O povo, que foi pego de surpresa e sem nenhuma informação durante o processo da criação da taxa, recebe esse presente de grego”, explica Dudu.

O vereador pediu que a Câmara fizesse uma avaliação sobre o assunto e solicitou a imediata suspensão da taxa do lixo por meio de um requerimento verbal. “A população está revoltada, porque a prefeitura jogou a culpa na Câmara, de que tínhamos aprovado a lei, mas garanto que votei contra essa taxa e continuo não concordando com ela. Por isso, apresentamos um requerimento verbal solicitando a suspensão temporária. Outra mentira usada pela Prefeitura é a de que a Lei Nacional de Resíduos Sólidos obriga a cobrança da taxa, mas sabemos que essa lei foi prorrogada e seu prazo final ainda não está definido, pois os municípios brasileiros não tinham se adequado no tratamento do resíduo sólido. Meu apelo é de que esse dinheiro não fique contingenciado em impostos e que ele possa girar na economia. Essa casa precisa pedir prudência para o Poder Executivo, para que ele possa nesse momento difícil suspender e fazer um debate com a população”, ressalta o parlamentar.

Sobre Silvan Magalhães (1991 artigos)
Francisco Silvan Magalhães Moreira, 52 anos, natural de Pedra Branca - Ceará, formado em Administração de Empresas e Pós-Graduado em Perícia e Auditoria Ambiental.

OBRIGADO POR CURTIR E PARTICIPAR DO NOSSO BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: