JUSTIÇA

FACHIN ADMITE POSSÍVEIS MUDANÇAS NAS DELAÇÕES

Edson Fachin, na retomada do julgamento da delação da JBS, passa a admitir que fatos ilegais — novos ou de conhecimento superveniente — podem, sim, motivar a revisão e até mesmo a anulação de acordos de colaboração premiada pelo colegiado do STF.

Cármen Lúcia vai ouvir os votos de todos os ministros novamente.

Vai surgir um monte de “fatos ilegais supervenientes” para anular lá na frente as delações premiadas pelo colegiado do STF.

Edson Fachin também enviou para a Justiça Federal de São Paulo um dos processos envolvendo Guido Mantega.

Trata-se do processo que investiga a informação repassada por Marcelo Odebrecht, em sua delação, de que o ex-ministro teria solicitado 1 milhão de reais, em nome do PT, para a Revista Brasileiros.

Fachin entendeu que o fato não tem relação com a Lava Jato e tirou o processo de Sérgio Moro.

Daqui a pouco, Edson Fachin vai entender que a Lava Jato não tem relação com a Lava Jato.

Anúncios

OBRIGADO POR CURTIR E PARTICIPAR DO NOSSO BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s