POLÍTICA

O MALANDRO JUCÁ

O senador Romero Jucá (PMDB-RR) é o autor da proposta para criação do fundo parlamentar com estimativa de R$ 3,5 bilhões de recursos públicos para financiar a eleição de 2018.

Pelas novas regras do fundo, será usado como referência o tamanho das bancadas atuais dos partidos na Câmara e no Senado.

Com isso, a fatia do PMDB de Jucá saltaria 46,02% em comparação com a que recebe pelo fundo partidário, como mostrou O Globo.

Procurado pelo jornal, Jucá disse na sexta-feira que o que foi apresentado foi um texto base, para discussão.

A proposta de Romero Jucá para um fundo parlamentar de R$ 3,5 bilhões teve apoio inicial de presidentes de sete partidos.

Após vir à tona que as regras beneficiam o PMDB, a proposta passou a enfrentar forte reação e poderá ser alterada, segundo O Globo.

O secretário-geral do PSDB, deputado Sílvio Torres (SP), disse ao jornal que há um conflito de informações e que os tucanos vão exigir mudanças no texto de Jucá:

“Isso é novidade para gente e tem que ser discutida uma mudança na PEC. Temos que seguir as regras da distribuição do Fundo Partidário e tempo de TV.”

Lançar uma regra que beneficia um partido para que outros reajam em nome da igualdade é uma estratégia, voluntária ou involuntária, para que se acabe aprovando uma indignidade na qual os brasileiros, de um modo ou de outro, saem perdendo.

Quem vai reagir à malandragem dos partidos?

Anúncios

OBRIGADO POR CURTIR E PARTICIPAR DO NOSSO BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s