POLÍTICA

O “CUNHA” QUE DILMA NÃO TEVE

A estratégia de esvaziar a sessão da Câmara para salvar o presidente também foi pensada por apoiadores de Dilma Rousseff na época do impeachment, como lembra a Folha.

Por que naufragou na ocasião? Porque Eduardo Cunha, então presidente da Casa, prometeu fazer sucessivas chamadas dos faltosos na sessão realizada em um domingo, com transmissão ao vivo para todo o Brasil.

Acontece que a segunda chamada não é obrigatória e, dessa vez, as regras serão definidas por Rodrigo Maia, um dos principais aliados de Michel Temer.

Anúncios

OBRIGADO POR CURTIR E PARTICIPAR DO NOSSO BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s