ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MORO CONDENA CABRAL A 14 ANOS DE PRISÃO

Sérgio Moro condenou o ex-governador Sérgio Cabral (PMDB-RJ) a 14 anos e dois meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro.

O juiz federal determinou o regime fechado para o início do cumprimento da pena.

Sérgio Cabral foi condenado por Sérgio Moro pelo recebimento de propina de pelo menos R$ 2,7 milhões da empreiteira Andrade Gutierrez, entre 2007 e 2011, referente as obras do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), da Petrobras.

Entre os crimes de corrupção e de lavagem, há concurso material, motivo pelo qual as penas somadas chegam a catorze anos e dois meses de reclusão, que reputo definitivas para Sergio de Oliveira Cabral Santos Filho”, decretou Moro.

Menos de 20 dias após absolver a mulher de Eduardo Cunha, Cláudia Cruz, Sérgio Moro absolveu também a mulher de Sérgio Cabral, a ex-primeira-dama Adriana de Lourdes Ancelmo, “das imputações de crimes de corrupção passiva e de lavagem de dinheiro por falta de prova suficiente de autoria ou participação”.

Ao condenar Sérgio Cabral, o juiz Sérgio Moro afirmou que os valores recebidos como propinas da Andrade Gutierrez não foram ainda recuperados e que há indícios de que o ex-governador e o ex-secretário de governo Wilson Carlos Cordeiro da Silva Carvalho esvaziaram suas contas antes da efetivação do bloqueio ordenado pela Justiça.

Moro condenou Wilson Carlos a 10 anos e oito meses; e Carlos Emanuel de Carvalho Miranda, casado com uma prima de Cabral e apontado como emissário do ex-governador para retirada de dinheiro, a 12 anos de prisão.

Sérgio Moro absolveu Cláudia Cruz e Adriana Ancelmo por falta de provas suficientes.

Está vendo, Lula? Se não há provas, como você diz, não há o que temer.

Na sentença de condenação de Sérgio Cabral, o juiz Sérgio Moro diz que “não se pode ignorar a situação quase falimentar do governo do Estado do Rio de Janeiro, com sofrimento da população e dos servidores públicos”.

“Embora resultante de uma série de fatores, tem também sua origem na cobrança sistemática de propinas pelo ex-governador e seus associados, com impactos na eficiência da Administração Pública e nos custos dos orçamentos públicos.”

 

Sobre Silvan Magalhães (1055 artigos)
Francisco Silvan Magalhães Moreira, 52 anos, natural de Pedra Branca - Ceará, formado em Administração de Empresas e Pós-Graduado em Perícia e Auditoria Ambiental.

OBRIGADO POR CURTIR E PARTICIPAR DO NOSSO BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: