ÚLTIMAS NOTÍCIAS

‘PRESO NO ACESSÓRIO DO ACESSÓRIO’

Admar Gonzaga não confere sua conta corrente, mas ele não confere também os jornais.

Ele deve ser o único brasileiro que desconhece os 150 milhões de reais que o departamento de propinas da Odebrecht destinou à campanha de Dilma Rousseff e Michel Temer, administrados por Guido Mantega, o Pós-Itália.

O departamento de propinas da Odebrecht destinou 150 milhões de reais à campanha de Dilma Rousseff, 4/5 dos quais pelo caixa 2.

Destinou, disponibilizou, repassou: não importa o verbo, o dinheiro sujo era para as eleições presidenciais de 2014.

Herman Benjamin para Admar Gonzaga:

“Vossa excelência, com todo o respeito, está querendo se prender ao acessório do acessório.”

Admar Gonzaga diz que, como Herman Benjamin não disponibilizou o seu voto com antecedência, ele está com dificuldade de cotejar as provas que estão nos autos com o que está sendo dito pelo relator.

É a estratégia de desqualificação do voto de Herman Benjamin.

Luiz Fux sai em defesa do relator e fala em tom firme, voltado para Admar Gonzaga:

“Nós não dependemos do voto do relator para julgar. Dependemos da nossa consciência.”

Sobre Silvan Magalhães (1122 artigos)
Francisco Silvan Magalhães Moreira, 52 anos, natural de Pedra Branca - Ceará, formado em Administração de Empresas e Pós-Graduado em Perícia e Auditoria Ambiental.

OBRIGADO POR CURTIR E PARTICIPAR DO NOSSO BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: