ÚLTIMAS NOTÍCIAS

TSE: O JULGAMENTO CONTINUA

Dos principais advogados das partes, apenas Flávio Caetano, de Dilma Rousseff, acompanha o início deste terceiro dia de julgamento da cassação da chapa Dilma-Temer.

“Só não muda de opinião quem já morreu”

Frase de Luiz Fuz neste início de terceiro dia de julgamento no TSE.

Luiz Fux falou em “passar a limpo esses fatos gravíssimos que contaminaram o processo eleitoral pela chaga da corrupção, iludindo a vontade do eleitor”.

Gilma Mendes o interrompe: “Vossa excelência, então, encaminha voto com o relator?”

É mais uma provocação de Gilmar. Os votos ainda não começaram.

Luiz Fux fez um discurso veemente dizendo que os crimes revelados pela Lava Jato precisam ser considerados pelo TSE.

“O TSE não pode descobrir tudo o que descobriu sobre a campanha Dilma/Temer e fingir que nada viu ao julgar a chapa”.

Luiz Fux fez a pergunta que os rábulas de Michel Temer nunca poderão responder: por que o TSE autorizou os depoimentos de João Santana e Mônica Moura, se não era para usá-los?

Neste início de terceiro dia de julgamento da cassação da chapa Dilma-Temer, ficam ainda mais claros os embates, as provocações e as ironias entre os ministros.

De um lado, Herman Benjamin e Luiz Fux. Do outro, Gilmar Mendes e Napoleão Neto.

Rosa Weber, Admar Gonzaga e Tarcísio Vieira estão caladinhos. Por enquanto.

Enfim, Admar Gonzaga se manifesta.

Indicado por Michel Temer, o ministro questiona a inclusão de informações das delações da Odebrecht no processo e fala em se respeitar os freios impostos ao juiz pela legislação.

Tarcísio Vieira, indicado por Michel Temer, cobra deliberação sobre a ampliação do objeto da ação. Ele se disse preocupado com o tema.

Rosa Weber elogia o relator e defende que a alegada ampliação do objeto da ação não é uma questão preliminar, mas, sim, de mérito. Ou seja, a ministra entende que Herman Benjamin pode levar em conta as delações da Odebrecht, de Feira e de Xepa em seu voto.

Rosa Weber diz que as provas não podem ser destruídas preliminarmente, antes do voto.

Ela diz também que só as provas ilícitas devem ser eliminadas.

Joaquim Barbosa chegou ao plenário do TSE.

Está sentado na primeira fileira do tribunal.

Herman Benjamin cita a presença de Joaquim Barbosa e o classifica como “grande brasileiro” e “grande juiz”.

Sobre Silvan Magalhães (1055 artigos)
Francisco Silvan Magalhães Moreira, 52 anos, natural de Pedra Branca - Ceará, formado em Administração de Empresas e Pós-Graduado em Perícia e Auditoria Ambiental.

1 comentário em TSE: O JULGAMENTO CONTINUA

  1. jezabel S. Sousa // 8 de junho de 2017 às 13:35 // Responder

    Queremos que a chapa Dilma e Temer seja cassada para acabar com esta vergonha. No nosso País com tanto ladrão

    Curtir

OBRIGADO POR CURTIR E PARTICIPAR DO NOSSO BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: