DELATOR DETALHA PROPINA PARA RENAN, EUNÍCIO, JADER, BRAGA E RAUPP

Postado em Atualizado em

Ricardo Saud, diretor de relações institucionais da JBS, contou em sua delação que a JBS comprou cinco senadores em 2014, a pedido de Guido Mantega, para garantir o apoio do PMDB à reeleição de Dilma.Resultado de imagem para EUNICIO E RENAN JUNTOS

Segundo Saud, o acerto foi feito na casa de Renan. Ao todo, a JBS pagou R$ 43 milhões. Renan Calheiros ficou com a maior parte (R$ 9,3 milhões) e Valdir Raupp (R$ 4 milhões) com a menor. Eduardo Braga, Jader Barbalho e Eunício Oliveira levaram R$ 6 milhões cada.

O executivo contou sobre os pagamentos a Michel Temer, que, apavorado com a perda de apoio, reassumiu o comando do PMDB para conseguir manter a vaga de vice na chapa de Dilma.

“O Joesley me entregou um bilhete, depois de uma reunião com Guido. Eu fui lá, no sábado à tarde, no Michel Temer, e mostrei isso a ele. Ele ficou muito indignado, porque estava perdendo o controle do PMDB.”

De acordo com Ricardo Saud, o pagador da JBS, a propina a Renan, Eunício, Jader, Braga e Raupp, “os coringas do PMDB”, foi paga parte em espécie, parte em doações dissimuladas e parte em notas por serviços não prestados.

OBRIGADO POR CURTIR E PARTICIPAR DO NOSSO BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s