RUI FALCÃO: ENSINANDO JUIZ

Postado em Atualizado em

Em março de 2016, Lula convocou uma coletiva para reclamar da condução coercitiva.

Ele disse: “Não precisaria levar uma coerção à minha casa, dos meus filhos. Não precisava, era só ter me comunicado. Lamentavelmente preferiam usar a prepotência, a arrogância, o show de pirotecnia.”

As recorrentes tentativas de evitar o interrogatório de hoje e o show de pirotecnia petista apenas demonstram o acerto de Sérgio Moro e da força-tarefa da Curitiba.

Por falar em show, pelos cálculos da PF, a ORCRIM só conseguiu reunir 10 mil militantes em Curitiba.

Lula e seus comparsas esperavam intimidar a Lava Jato arrastando muito mais gente para as ruas.

É duro convencer um idiota a viajar 30 horas de ônibus para defender um homem acusado de ter roubado dezenas de milhões de reais.

Lula esteve reunido com sua turma num escritório de advocacia de Curitiba, na rua Estados Unidos. 2452.

No encontro, Rui Falcão, para variar, atacou Sérgio Moro:

“É um juiz que tem sido parcial, por suas declarações, inclusive pela última gravada em vídeo em que pede a seus apoiadores que não venham a Curitiba. Ora, juiz não tem nem apoiador nem oponente. Juiz é juiz.”

Rui Falcão é oponente de um juiz que é juiz.

OBRIGADO POR CURTIR E PARTICIPAR DO NOSSO BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s