LÉO PINHEIRO CONFIRMA QUE O TRIPLEX DO GUARUJÁ É DE LULA

Postado em Atualizado em

Mais adiante no depoimento a Sérgio Moro, Léo Pinheiro explica que a família de Lula tinha uma cota do apartamento comum (número 141), mas acabou ficando com o triplex.

Resultado de imagem para LÉO PINHEIRO

João Vaccari e Paulo Okamotto, segundo Léo, lhe disseram que a OAS poderia negociar o apartamento 141, mas não o triplex “porque a família de Lula ficaria com o triplex”.

“Foi dito pra mim: ‘O apartamento triplex, essa unidade, você não faça nenhuma comercialização sobre ela. Isso pertence à família do presidente. A unidade tipo (comum) você pode vender.”

Assista a partir do minuto 28′:

Léo Pinheiro confirmou a Sérgio Moro que havia no grupo OAS “uma conta corrente informal de débitos e créditos” destinada ao Partido dos Trabalhadores.

“De quando em quando, era feito um acerto com João Vaccari Neto, que nos orientava a forma que devíamos pagar.”

Em geral, 1% do valor das obras ia para essa conta. O esquema começou entre 2003 e 2004, quando Lula assumiu o primeiro mandato.

 

OBRIGADO POR CURTIR E PARTICIPAR DO NOSSO BLOG.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s